Screen

Profile

Menu Style

Cpanel
Geral

Geral (8)

Qua, 09 de Maio de 2012 10:01

Escolinhas de Esporte/Atividades Extraclasse

Escrito por Marcos Donaduce

Veja as escolinhas de esporte e atividade extraclasse que estão disponíveis para matrícula em 2013!

Seg, 12 de Março de 2012 11:41

O primeiro dia dos noventa anos

Escrito por Marcos Donaduce

Uma instituição em que a história se cruza, diariamente, com a modernidade.

Qui, 06 de Outubro de 2011 08:11

História

Escrito por Marcos Donaduce

90 anos de História

A Sociedade Mantenedora da escola Israelita de nível primário foi fundada em 4 de junho de 1922 e funcionava em uma casa na Rua Oswaldo Aranha. Dois anos depois, em 1938, a sede passou a ser o Centro Israelita Porto-Alegrense, na Rua Henrique Dias. A sua imagem até a década de quarenta era de escola de bairro, dona de um ambiente muito acolhedor e afetivo.

Nas duas primeiras décadas de vida, o Israelita contou com professores e dirigentes preocupados com a situação política do país, em um momento em que a ditadura perseguia estrangeiros e judeus, favorecendo aos preconceitos de raça e religião, e preocupados em criar uma escola para todos, com o objetivo de aumentar o número de alunos.

Com a mudança para a sede da Protásio Alves, a Escola necessitava de instalações mais modernas para atender ao novo currículo pedagógico que contava com esporte, música, teatro e aulas de dança.

No final da década de quarenta, criaram-se vagas para o curso ginasial, que antes não existia. Em conseqüência disso, a Escola passou de 156 alunos em 1945 para 254 alunos em 1947, o que ocasionou a construção de ambientes maiores e um ginásio para atender a esse público.

Ao longo dos anos, o Colégio Israelita Brasileiro conseguiu criar um projeto pedagógico que atende tantos às pessoas de origem judaica quanto outros públicos. O Israelita acredita em um conjunto significativo de valores, resultado de um judaísmo ativo, repleto de conhecimento, força de grupo e ideais.

A cultura, no sentido amplo da palavra, é o centro do seu projeto educativo. Os alunos são incentivados a buscar na literatura, ciência, formas de expressão corporal e artes, seus próprios espaços de realização pessoal e auto-superação.

A solidariedade, entendida como a responsabilidade que temos uns pelos outros, é o sentido que o Colégio atribui à participação no espaço coletivo.

É por todas essas razões que o Israelita valoriza a memória, habilita seus alunos a uma participação produtiva num mundo plural e enfatiza a qualidade das relações humanas na formação de seus jovens.

/4
Tags:
Classificação (Votos: )
Comentários: ()

Qui, 06 de Outubro de 2011 08:09

Institucional

Escrito por Marcos Donaduce

Excelência de ensino, cultura, relacionamento e empreendedorismo

Missão

O Colégio Israelita Brasileiro é uma entidade educacional comunitária, embasada nos valores culturais, éticos e morais do judaísmo, que elege a educação para a paz e a busca constante pela excelência de ensino com vistas à formação de cidadãos preparados para a vida e para a construção de uma sociedade plural.

Visão

Ser uma instituição reconhecida pela alta qualidade de ensino, cujo projeto educativo valoriza de forma marcante a cultura e as relações interpessoais através de práticas inovadoras, vinculadas à preparação para o empreendedorismo.

Proposta

O Colégio Israelita pauta a sua prática num conjunto significativo de valores, fruto de um judaísmo pulsante, rico em conhecimento, força de grupo e ideais.

A Cultura, tomada em sentido amplo, é o centro do seu projeto educativo. Os alunos são incentivados a buscar na literatura, ciência, formas de expressão corporal e artes, seus próprios espaços de realização pessoal e auto-superação, em uma perspectiva empreendedora.

A Solidariedade, entendida como a responsabilidade que temos uns pelos outros, é o sentido que o Colégio atribui à participação no espaço coletivo.

É por todas essas razões que o Israelita valoriza a memória, habilita seus alunos a uma participação produtiva em um mundo plural e enfatiza a qualidade das relações humanas na formação de seus jovens.

/44
Tags:
Classificação (Votos: )
Comentários: ()

Qui, 06 de Outubro de 2011 08:06

Quem Somos

Escrito por Admin

A Sociedade Mantenedora da escola Israelita de nível primário foi fundada em 4 de junho de 1922 e funcionava em uma casa na Rua Oswaldo Aranha. Dois anos depois, em 1938, a sede passou a ser o Centro Israelita Porto-Alegrense, na rua Henrique Dias. A sua imagem até a década de quarenta era de escola de bairro, dona de um ambiente muito acolhedor e afetivo.

Nas duas primeiras décadas de vida, o Israelita contou com professores e dirigentes preocupados com a situação política do país, em um momento em que a ditadura perseguia estrangeiros e judeus, favorecendo aos preconceitos de raça e religião, e preocupados em criar uma escola para todos, com o objetivo de aumentar o número de alunos.

Com a mudança para a sede da Protásio Alves, a Escola necessitava de instalações mais modernas para atender ao novo currículo pedagógico que contava com esporte, música, teatro e aulas de dança.

No final da década de quarenta, criaram-se vagas para o curso ginasial, que antes não existia. Em conseqüência disso, a Escola passou de 156 alunos em 1945 para 254 alunos em 1947, o que ocasionou a construção de ambientes maiores e um ginásio para atender a esse público.

Ao longo dos anos, o Colégio Israelita Brasileiro conseguiu criar um projeto pedagógico que atende tantos às pessoas de origem judaica quanto outros públicos. O Israelita acredita em um conjunto significativo de valores, resultado de um judaísmo ativo, repleto de conhecimento, força de grupo e ideais.

A cultura, no sentido amplo da palavra, é o centro do seu projeto educativo. Os alunos são incentivados a buscar na literatura, ciência, formas de expressão corporal e artes, seus próprios espaços de realização pessoal e auto-superação.

A solidariedade, entendida como a responsabilidade que temos uns pelos outros, é o sentido que o Colégio atribui à participação no espaço coletivo.

É por todas essas razões que o Israelita valoriza a memória, habilita seus alunos a uma participação produtiva num mundo plural e enfatiza a qualidade das relações humanas na formação de seus jovens.

Parceiros